LIVROS ESCOLARES 2013/2014
 
>> Mais sobre

apresentações

carta d'orfeu

concertos

conferências

conversas

exposições

feiras

festas de natal

filme

informações

livros

livros escolares

música

palestras

poesia

seminários

tertúlias

viagens

todas as tags



Rue du Taciturne 43 Willem de Zwijgerstraat,
Bruxelles/Brussels 1000
Belgique/België
T/F: +32 (0)27350077
IBAN: BE79 426415631133 SWIFT: KREDBEBB
orfeu@skynet.be
> Arquivo

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

>> Concebido por
blustamp, Comunicação Desenhada
 
 
Terça-feira, 29 de Setembro de 2009
Apresentação do Livro

 

À   S e n o i t e
(edição da Orfeu)
 
de
 
Paulo Pego
 
Embora publicado, desde há muito, em muitas revistas, jornais, antologias, etc. inclusive na Bélgica e Brasil, À Senoite é o primeiro livro do Poeta.
Erudita, sem ser hermética, com incursões pela actualidade e os seus problemas, o mundo e os percursos próprios, usando amiúde o espaço como significante, numa riqueza de linguagem notável, a sua poesia, gostaria o autor, disse-o em confissão particular, que fosse uma espécie de Bar Aberto, em que o "leitor abra, dê asas à imaginação e faça a sua própria interpretação dos poemas. O bar aberto apela igualmente ao fascínio que, na minha juventude, sobre mim exercia o "bar aberto", o "não pagar as bebidas" na discoteca."
Ligure
(capa com pintura de Sónia Aniceto)
 
Paulo Pego nasceu em 1967, em Barcelos (Portugal). É Doutor em Direito, Professor da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e Jurista-Linguista do Conselho da União Europeia, em Bruxelas. Publicou vários livros e artigos jurídicos. É membro da Oficina de Poesia da Universidade de Coimbra e do Círculo Literário das Comunidades Europeias. Integra o Conselho editorial das revistas Sibila e Oficina de Poesia, revista da palavra e da imagem. Tem poemas publicados em Portugal, no Brasil e na Bélgica.
 
 
com apresentação de
Graça Capinha
(da Oficina de Poesia da Universidade de Coimbra)
Leituras de Cristina Néry e Rita Grácio, também da Oficina de Poesia.
 
Sábado, 3 de Outubro de 2009,
às 18 horas
>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 08:53
| comentar
Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009
Apresentação do livro

 

Uma Questão de Carácter
(Civilização Editora: http://www.civilizacao.pt )
de
Rui Moreira
Um livro sobre o Porto que resultou da necessidade, profundamente sentida pelo autor, de ensaiar um discurso novo sobre a cidade capaz de lhe permitir enfrentar os problemas com que actualmente se debate sem perda da sua identidade própria, antes fazendo dos seus traços distintivos essenciais elementos determinantes da sua autonomia e desenvolvimento.
Este livro analisa a situação cultural, política e social da cidade do Porto e aponta caminhos e soluções aos problemas de imagem e posicionamento que a segunda cidade do país actualmente apresenta.
Num discurso sóbrio e imparcial Rui Moreira não evita qualquer tipo de questão, desde a regionalização e a excessiva concentração de poder do Estado e de riqueza a Sul, ao esvaziamento de capital humano a Norte, a necessidade de reabilitar o património edificado da cidade e de apostar no turismo e no comércio.
Uma análise actual e de leitura indispensável.
 
Rui de Carvalho de Araújo Moreira nasceu no Porto, a 8 de Agosto de 1956. Estudou em Inglaterra, onde se licenciou em gestão de empresas em 1978, tendo obtido, nesse ano, o prémio de melhor aluno do curso. Foi campeão nacional de vela em várias classes e representou Portugal em campeonatos do mundo e da Europa.
Regressado a Portugal, dedicou-se a negócios na área da navegação e dos portos. Tem sido uma voz activa na defesa dos interesses da cidade do Porto e da Região Norte, organizando e participando em conferências sobre o tema, escrevendo para a imprensa (é, desde 2004, cronista do Público) e como comentador político em várias estações televisivas.
Em 2001, foi eleito presidente da Associação Comercial do Porto, cargo para o qual tem sido reeleito desde então. Paralelamente tem exercido diversos cargos consultivos nas áreas do comércio, da cultura e do ensino superior (nas Universidades do Porto e Católica).
Assina actualmente uma crónica no jornal A Bola e é membro do painel do programa “Trio d’Ataque”, da RTP.
 
Na presença do autor e com apresentação de
Francisco Fialho, Jorge Monteiro
e Pedro Valente da Silva
 

Quinta, 24 de Setembro de 2009, às 18,30 horas

>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 11:39
| comentar
Terça-feira, 15 de Setembro de 2009
Apresentação do livro

Á R C T I C O

(edição portuguesa de Livro do Dia:http://www.livrododia.com.pt )
de
Xavier Queipo
 
Uma boa história nunca é apenas uma boa história: no caso deste livro, as boas histórias são traduções de relatos de viagens, de anotações, que foram encontradas num pacote velho, salvas de uma inundação por terem ficado esquecidas no alto de uma prateleira (é o que sempre acontece, não é?). As histórias têm um denominador comum (melhor, dois): o mar e os livros. Colecionadores, curiosos, estudiosos, todos eles gravitam nesta súmula de histórias que, no final, é apenas uma, e coloca-nos insistentemente esta questão: será que os livros são como as marés?

Xavier Queipo nasceu em Santiago de Compostela a 9 de Dezembro de 1957. Vive e trabalha em Bruxelas desde 1989, como biólogo e escritor. Faz parte do grupo de poetas Stadsdichters van Brussel desde 2007, que elaborou a Constituição Europeia dos Poetas, em conjunto com mais de quarenta poetas europeus, apresentada a 27 de Março de 2009. É autor de Árctico (relatos, 1990), Premio da Crítica Espanhola, O Paso do Noroeste (novela, 1996), Premio de Narrativa García Barros, Malaria Sentimental (novela, 1999); Manual de Instruccións (narrativa breve, 1999); Papaventos (novela, 2001), traduzido para português com o título Bebendo o mar (Deriva editora, 2003), O ladrón de esperma (contos, 2002), VII Premio Café Dublín de Narrativa Breve, Glosarios (poesia, 2004), Os ciclos do bambú, (contos, 2005, com tradução portuguesa na Deriva editora 2006), Dragona, (novela, 2007, tradução portuguesa na Deriva editora, 2008); Caderno da Revolución Cultural, (colaborações radiofónicas, 2007), entre várias outras obras. Traduziu obras de Joseph Conrad, Hervé Guivert, Amin Maalouf, James Joyce e David Foster Wallace.
 
na presença do autor, apresentação de
Fernando Camilo Ferreira
 
Sábado, 19 de Setembro de 2009,
 
às 18 horas
>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 16:24
| comentar
Terça-feira, 8 de Setembro de 2009
Carta d’Orfeu 38ª 5.9.09

Informações

 
Com a tipografia Nova Lello temos um acordo de colaboração na impressão de todo o tipo de livros, cartazes, desdobráveis, etc. que nos permite ter condições especiais para nós e os nossos amigos. Contacte-nos.
 
 Actividades
 
Sábado, 5 de Setembro de 2009, às 18 horasApresentação do livro Andanças para a Liberdade, de Camilo Mortágua. Do seu passado e das suas viagens desde a sua Beira até à Venezuela, de coragens e de medos, nos fala este livro. Apresentação de Joaquim Marques da Silva.
 
19 de Setembro de 2009, sábado, às 18 horasO primeiro livro de Xavier Queipo sai agora em edição portuguesa de larga escala. Árctico é um livro de contos, tratando de viagens marítimas, da pesca e dum mundo todo ele mar de lendas e realidades. Com este livro Queipo tornou-se desde logo um importante escritor na nova Galiza. Fernando Camilo Ferreira apresenta.
 
Sábado, 3 de Outubro de 2009, às 18 horas– Em mais uma edição da Orfeu, a estreia em livro de Paulo Pego. Embora publicado, desde há muito, em muitas revistas, jornais, antologias, etc. inclusive na Bélgica e Brasil, À Senoite é o primeiro livro do Poeta. Graça Capinha, da Oficina de Poesia da Universidade de Coimbra fará a apresentação, coadjuvada pelas leituras de Cristina Néry e Rita Grácio, também da Oficina.
 
7 (a confirmar) de Outubro de 2009, às 19 horas– Vai sendo já uma tradição, a (Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo) oferecer, na Orfeu, uma recepção aos seus parceiros europeus aquando da participação nos Open Days da Comissão Europeia. Programa e convites (a atribuir pela CCDR) em preparação.
 
No Porto, no Clube Literário do Porto; Rua Nova da Alfândega, 22 (ao Infante)
9,10 ou 11 de Outubro (a definir brevemente) – Apresentação de poemas de Jorge Oliveira e Sousa dos livros Iceberg-textèmes (edição da Orfeu), de Paideia (Ed. Minerva) e de Equidistância (Ed. autor), de Jorge Oliveira e Sousa, livro editado pela Orfeu há alguns anos. Na ocasião, a escultora Maria Leal da Costa mostrará a sua criação inspirada pela obra Iceberg.
 
17 de Outubro, sábado, às 18 horasTeresa Margarida Rebelo escreveu A Condessa d'Edla, essa cantora lírica que nunca chegou a triunfar no palco porque foi mulher do Rei consorte, D. Fernando II, e que nunca foi amada pelos portugueses. Viveu ostracizada e infeliz pela bela serra de Sintra, onde deixou um Chalé com o seu nome. Jorge Oliveira e Sousa apresentará a obra (que está em português) em francês, assim como a autora que, nessa língua, falará acerca das ligações de família entre os Saxe-Coburgo de Portugal e da Bélgica.
 
 
Ainda em preparação um possível encontro com o artista plástico Manuel Casimiro, uma pequena exposição de Rui Aguiar, outra de Alba Barros e algumas presenças de escritores, nomeadamente da Galiza.
>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 10:00
| comentar
Sexta-feira, 4 de Setembro de 2009
Apresentação do Livro

 

Andanças para a Liberdade
de
Camilo Mortágua
 
Partindo de uma aldeia portuguesa da Beira litoral, estas “Andanças” atravessarão mares e continentes, em viagens de ida e volta.
Nos dois volumes desta obra dá-se conta, nomeadamente: da luta do povo venezuelano contra a miséria e das suas solidariedades com a revolução cubana; da concepção, preparação e execução do assalto ao Santa Maria; da ascensão e queda de Jânio Quadros e da implantação da ditadura militar no Brasil; do assalto ao quartel de Beja e da campanha de Humberto Delgado para a Presidência da República; de certos ‘mistérios’ relacionados com os primórdios da guerra colonial; da preparação e execução da operação VAGÓ (desvio do avião da TAP a partir de Marrocos); das misérias e dos desânimos de quem não se conformava e das traições entre militantes; da oposição do PCP à luta armada; da preparação e execução do assalto ao Banco da Figueira da Foz e do subsequente aparecimento da LUAR; dos percursos de muitos dos nossos “líderes” de hoje nesses tempos de Medo e Resistência…

 
Na presença do autor, apresentação de
Joaquim Marques da Silva
 
 

Sábado, 5 de Setembro de 2009,

às 18 horas

>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 13:02
| comentar


Rue du Taciturne 43 Willem de Zwijgerstraat,
Bruxelles/Brussels 1000
Belgique/België
T/F: +32 (0)27350077
IBAN: BE79 426415631133 SWIFT: KREDBEBB
orfeu@skynet.be