LIVROS ESCOLARES 2013/2014
 
>> Mais sobre

apresentações

carta d'orfeu

concertos

conferências

conversas

exposições

feiras

festas de natal

filme

informações

livros

livros escolares

música

palestras

poesia

seminários

tertúlias

viagens

todas as tags



Rue du Taciturne 43 Willem de Zwijgerstraat,
Bruxelles/Brussels 1000
Belgique/België
T/F: +32 (0)27350077
IBAN: BE79 426415631133 SWIFT: KREDBEBB
orfeu@skynet.be
> Arquivo

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

>> Concebido por
blustamp, Comunicação Desenhada
 
 
Sábado, 28 de Novembro de 2009
Apresentação do Livro

 

O estado do Estado
de
Paulo Rangel
… uma reflexão sobre o poder, nesta fase em que o Estado perdeu o monopólio da acção política, em que há muitos actores políticos que convivem com o Estado…
… Vamos ter de nos habituar a viver com um Estado que tem concorrência de outros poderes e por isso eu uso uma expressão muitas vezes no livro que é a medievalização do poder…
… há um certo regresso à Idade Média que do ponto de vista político foi uma idade muito rica, mas não tinha um poder central único, tinha que repartir a soberania com muitos pequenos poderes e com muitos grandes poderes, até poderes que estavam acima de si... … o que se está a passar agora… … um certo enfraquecimento, uma certa fragilidade do Estado(e antevê) uma revalorização… um reforço do papel político e constitucional dos tribunais…(que)serão os árbitros, os reguladores das relações entre estes diferentes concorrentes ao poder…
O Parlamento e o Governo recuarão um pouco quando comparados com o papel que terão os tribunais…(o que obrigará) a um maior envolvimento do Presidente da República na função judicial, por exemplo, presidindo a conselhos superiores, o de magistratura e outros, nomeando alguns juízes e à necessidade de os juízes serem ouvidos no Parlamento antes de irem para os supremos tribunais…
… Este tipo de garantias mais democratizadoras acho que são o caminho natural que os tribunais vão seguir se vierem a exercer aquela função que as sociedades modernas ou pós-modernas exigem que eles exerçam.
(recortes de uma entrevista de Paulo Rangel ao IOL)
Paulo Castro Rangel
Tem repartido a sua actividade profissional e cívica pela advocacia, a universidade e a política. Foi Presidente do Grupo Parlamentar do PSD na AR, foi Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Justiça do XVI Governo. Como advogado, dedicou-se ao Direito Público, sendo sócio da maior firma ibérica Cuatrecasas, Gonçalves Pereira. Leccionou na Escola de Direito do Porto da Universidade Católica Portuguesa. É autor de, entre outros,Repensar o Poder Judical, de 2001, que revolucionou o debate em torno da função judicial em Portugal. Foi polémico o seu conceito de “claustrofobia democrática”, para caracterizar a situação das liberdades no país, num discurso proferido no Parlamento a 25 de Abril de 2007. É, desde Julho de 2009, Deputado ao Parlamento Europeu e Vice-Presidente do Grupo PPE.
 
Segunda-feira, 30 de Novembrode 2009,
às 18,30 horas
>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 09:53
| comentar
Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009
CONVITE

 

27 nov 2009

Dans le magnifique cadre du

Thé au Harem d’Archi Ahmed

 

 

Chaussée de Louvain 54, Bruxelles –
T.02 219 80 19 à 200m du metro Madou
Présentation du livre à toi, e.
(édition trilingue – portugais, français, tchèque)
 
Avant même de partir au Tchad, Eduardo Vaz nous offre un receuil de ses poèmes (un témoignage de 17 ans vécus à Bruxelles).
 
« ceci est un livre de trente-quatre cartes postales intimes, de celles qu’échangent ce nous de deux êtres. un au long-cours en naviguant au fil des eaux, en offrant des signes et, parfois, en partant.
J’aimerais qu’il soit lu dans cette douceur des marées…
…qui se révèlent occasionnellement si agitées. »
e.
 
Jiřina Nebesářová(Illustations)
 

Architecte de formation. Elle peint des paysages en Islande, au Portugal, au Maroc, en Tunisie, en France mais aussi dans sa bohème natale et chante des chansons tchèques, françaises, portugaises et brésiliennes. 

>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 10:34
| comentar
Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009
Présentation, par l'auteur, du livre

 

Le Portugal bilingue
de
Michel Cahen
 
(sur la Langue Mirandaise, son histoire et sa situation actuelle)
 
En 1998, le Portugal a officiellement reconnu que, comme de nombreuses nations, il possédait au sein de ses frontières une minorité linguistique territorialisée. Michel Cahen brosse l’histoire de cet isolat asturo-léonais en terre lusitanienne, la Tierra de Miranda, et il montre pourquoi cette minorité linguistique n’est pas devenue une minorité nationale. Pour autant, cette «limitation » dans la trajectoire identitaire mirandaise n’en fait pas une question seulement culturelle et encore moins folklorique : la survie et la promotion de la langue mirandaise et, plus généralement, de la culture spécifique qui lui est attachée, est une question politique relative à l’égalité des droits des citoyens au sein de la République.
 
 
Michel Cahen - Historien et politologue, spécialiste de l’Afrique lusophone. Il est chercheur CNRS au Centre d'étude d'Afrique noire (CEAN) de l'Institut d'études politiques de Bordeaux. Il est aussi le rédacteur en chef de la revue Lusotopie.
 
 
 

Mercredi, le 18 novembre 2009,

à 18h30

>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 09:08
| comentar
Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009
Carta d'Orfeu 40 de 30.10.2009

 

Informações
 
- Amigo d'Orfeu vende: FORMULA1: Material de comunicação relacionado com este sector, que inclui dossiers de Imprensa (programa e resultados), mais de 100, de vários Grandes Prémios do mundo inteiro. Guias MALBORO desde 1979 até Hoje com resultados e classificações de todos pilotos e circuitos de F1. Revistas TURBO, AUTO MAGAZINE, MONITEUR AUTOMOBILE, L'AUTOMOBILE, mais de 500...; Informações da TOYOTA, MICHELIN sobre os ultimos 50 anos de F1; mais de 500 Blocos de Notas da FERRARI, MERCEDES, MINARDI e BRIDGESOTONE(Novos); 3 Livros com fotografias do Cicuito "NEVERS - MAGNIY COURS) em França de 1994/5/6; Progrmas de varios Salões do Automovel em Bruxelas; Livros FORMULA1 Techinal Analyses por Giorgio Piola, em Ingles e Italiano 6 desde 2000 Contacte-nos.
 
- Continua a exposição de Paul de Gobert (que já expôs na Orfeu), Forêts, voyages intérieurs, na Association du Patrimoine Artistique, rue Charles Hansens, 7, 1000 BXL (perto do Sablon).
 
Les Habits Neufs de Pékin, exposition de photos de Maria Fialho, integrada na Europália China. Vernissage le 12.11.09, à 18 heures, ULB Campus de Solbosch, Salle Allende, Bâtiment F, 24, av. Paul Héger, Bruxelles (jusqu'au 31 décembre).
 
Actividades
 
Amanhã, 31 de Outubro, sábado, às 18 horas – No 80° aniversário da morte do escritor Wenceslau de Moraes, Jorge de Oliveira e Sousa apresenta-nos um estudo baseado numa carta para o seu avô. Uma Carta Inédita do Japão de Wenceslau de Moraes é o Caderno do Passeio Alegre n° 5 (ed. O Progresso da Foz, www.oprogressodafoz.com).
 
Termina também amanhã – Exposição de obras de Milú Sacramento (pintura e joalharia).
 
5 de Novembro, quinta-feira, às 18,30 horas– Apresentação por Ana Gomes e Rui Tavares (membros do PE) da obra, Meninos de Ninguém (ed. Ulisseia, ulisseia@editorialverbo.pt )de Ana Cristina Pereira. O livro… conta histórias de abandono, de solidão, por vezes, de muita tristeza e de muita raiva contida. Essas histórias são absolutamente exemplares. Recuperam uma das principais tradições do grande jornalismo: carregar com sentimentos grandes episódios da vida em comunidade (Manuel Mendes).
 
11 de Novembro, quarta-feira, às 20 horasA blogosfera galega: tecendo dende a esquerda o idioma e a nazón. A blogosfera galega xogou un papel fundamental para a movilización social e política despois do afundimento do Prestige e segue xogando un papel fundamental na defensa do noso idioma. Intervirán: Xosé Manuel Pereiro, Presidente do Colexio de Xornalistas de Galiza, Maria Yáñez, Xornalista, Xabier Pérez Iglesias, Blogues pola Língua e Fernando Arrizado, de Vieiros.
 
Mercredi, le 18 de novembre, à 18h30 – Présentation, par l'auteur, du livre Le Portugal bilingue. Histoire et droits politiques d'une minorité linguistique : la communauté mirandaise(Ed. Presses Universitaires de Rennes, pur-editions.fr). MIchel Caen
L'auteur est historien chercheur au Centre National de la Recherche Scientifique (FR). Il est spécialiste de l'Afrique contemporaine d'ancienne colonisation portugaise et des expériences des nouveaux États issus de la décolonisation, et en particulier des cinq PALOP (pays africains de langue officielle portugaise). En dehors de ce champ géopolitique, il travaille sur les problématiques identitaires et démocratie politique, entre citoyenneté et identité personnelle.
 
No Thé au Harém (Ch. De Louvain, 54), a 27 de Novembro, sexta-feira, pelas 18,30 horas Apresentação do livro de poemas teu, à toi, tvůj, e., de Eduardo Vaz com ilustrações de Jiřina Nebesářová. Este livro, apresentado pela primeira vez em Praga, a 21 de Novembro, é uma edição trilingue (PT, FR e Checo) que estreia em volume um poeta, já divulgado por outras formas (edição de Orfeu).
 
5 de Dezembro, sábado, às 18 horas – Oriundo, por formação, das artes gráficas, Nuno Cruz trabalha na proximidade destas artes em expansão. Os seus astronautas pioneiros (da ex-URSS), a partir de fotografias dos anos 60, em grandes pinturas sobre papel impressionam, pelo realismo difuso mas sobretudo pelo ar translúcido da sua técnica. Exporá também desenhos a tinta-da-china.
 
8 de Dezembro, terça-feira, às 18,30 horas –  O Nacionalismo Galego nos seus programas políticos. O século XX, editado pola Fundación Galiza Sempre (http://www.galizasempre.org). Apresentação de Xabier Macias, director da Fundación, e Ana Miranda (membro eleito para o PE).
 
12 de Dezembro, sábado, às 18 horas – Bilhetes de Colares (Assírio & Alvim, http://www.assirio.pt), livro de A. B. Kotter, será apresentado por Duarte Bué Alves. Numa das quatro crónicas que, em começos de 1997, e assinando José Cutileiro, escreveu para "O Independente", lemos: "Vivo no estrangeiro. […] Na minha cabeça, Portugal tende a ser uma recordação fixa, como quem, viajando num túnel, imaginasse a paisagem exterior a partir da sua memória dela. Falta-me o embate constante com o que se passe e com o que os outros forem achando daquilo que se passe".
O Embaixador José Cutileiro falar-nos-á da sua relação com o britânico cronista.
 
19 de Dezembro, sábado, às 18 horasApresentação do livro As Primeiras Horas (Chiado editora, http://www.chiadoeditora.com), de Maico. As Primeiras Horas leva-nos a uma viagem, sem paragens, pelo diário poético do autor. Todos os dias, antes de o sol acordar no mais profundo silêncio da noite, Maico ajusta as contas com os dias passados.
 

e, no mesmo dia, às 19.30 horas Festa de Natal e Amigos d'Orfeu. Bolo-Rei do Garcia e vinho do Porto para os presentes.Quem se inscrever a partir de agora, 30.10, e até esta data nos Amigos d'Orfeu terá direito a uma senha de participação no sorteio (a efectuar nesta sessão) de uma viagem a Portugal, oferta da TAP.

>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 16:58
| comentar
Sexta-feira, 6 de Novembro de 2009
CONVITE PARA UM DEBATE

 

A blogosfera galega:
tecendo dende a esquerda o idioma e a nazón
A blogosfera galega xogou un papel fundamental para a movilización social e política despois do afundimento do Prestige e segue xogando un papel fundamental na defensa do noso idioma e como instrumento de comunicación alternativo a uns medios de comunicación moitas veces instrumentalizados polo poder. A defensa dun dominio proprio, o .GAL, a defensa de Galiza, como nazón no mundo, tamén na rede, sen fronteiras e coa dignidade e a creatividade, positivismo e autoestima que un pais debe ter como nazón no mundo, van ser obxecto de debate en Bruxelas, con unha ampla delegación galega de bloggers e activistas da rede, que veu con ocasión de participar nun seminario sobre "Activismo político na rede en Europa", organizado polo grupo dos Verdes-Alianza Libre Europea, no que está integrado o BNG.
Presentes
Marcos Pérez Pena        Xabier Pérez Igrexas
  María Yáñez Anllo          Manuel M. Barreiro
Xosé Manoel Pereiro     Manoel Santos
 Antón Baamonde            Fernando Arrizado
Xurxo Salgado                   Filipe Diez.
 
 
11 de Novembro de 2009,
às 19,30 horas
>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 14:41
| comentar


Rue du Taciturne 43 Willem de Zwijgerstraat,
Bruxelles/Brussels 1000
Belgique/België
T/F: +32 (0)27350077
IBAN: BE79 426415631133 SWIFT: KREDBEBB
orfeu@skynet.be