LIVROS ESCOLARES 2013/2014
 
>> Mais sobre

apresentações

carta d'orfeu

concertos

conferências

conversas

exposições

feiras

festas de natal

filme

informações

livros

livros escolares

música

palestras

poesia

seminários

tertúlias

viagens

todas as tags



Rue du Taciturne 43 Willem de Zwijgerstraat,
Bruxelles/Brussels 1000
Belgique/België
T/F: +32 (0)27350077
IBAN: BE79 426415631133 SWIFT: KREDBEBB
orfeu@skynet.be
> Arquivo

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

>> Concebido por
blustamp, Comunicação Desenhada
 
 
Quarta-feira, 17 de Outubro de 2012
Carta d'Orfeu 48b 12.10.2012

Informações

As actividades têm lugar, salvo indicação contrária, na Orfeu, em Bruxelas.

  

Actividades

 

13 de Outubro, sábado, às 18 horas – Com Couto Mixto, a apresentação do livro O Tecla, de Manuel Alvarez Vicente

(edição da Orfeu, na série Gallaecia), por Xosé-Maria Sainz Pena. O autor, depois de uma experiência proveitosa de emigrado em Porto Rico, escreveu, em 1926, um livrinho em castelhano com o nome do monte, em que exalta a riqueza da paisagem e as simbologias e potencialidades do local, mas em que também emite opiniões sobre toda a Ibéria, a política e os homens da altura. Foi por duas vezes Alcalde de A Guarda – um dos melhores até hoje, dizem.

 

Liège, 20 de Outubro – Apresentação de A Pátria e os Outros Portuguesases, de José Coelho (detalhes a fornecer).

 

3 de Novembro, sábado, às 17 horas  – Em Paredes de Coura, apresentação de O Tecla, de Manuel Álvarez Vicente, edição da Orfeu (detalhes a fornecer)

 

15 de Novembro, quinta, às 18,30 horas – Os detalhes que nos escapam em “obras de arte” que o acaso criou e a fotógrafa reparou e nos devolve. Expo de fotografias de Ana Maria Lemmens

 

Le 28 novembre – Gilbert Sinoué sera à Orfeu pour nous parler de ses livres (http://www.sinoue.com).

 

30 November, at 18.30 h – Paintings from Giedra Purlyte (LIthania).

>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 11:11
| comentar
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2012
Carta d'Orfeu 48a 11.09.2012

Informações

A próxima Carta d’Orfeu será enviada do meu endereço electrónico privado (joaquimpintodasilva@gmail.com).

Doravante é esse que deverá usar, para além do da Orfeu (orfeu@skynet.be), para se corresponder connosco.

As actividades têm lugar, salvo indicação contrária, na Orfeu, em Bruxelas.

 

“Das Turmêntas hà Boua Isperansa– livro e cd dos Trabalhadores do Comércio. A genialidade e a originalidade deste grupo de pronúncia à norte em livro e cd (15 €).

 

Actividades

Le 20 septembre, jeudi, à 20,15 h – Organisé par et au Centre Culturel d’Uccle (02/374 64 84 – www.ccu.be – Rue rouge, 47 – 1180 Bruxelles), projection du film Le Consul de Bordeaux, de João Correa e Francisco Manso, avec interprétation d’extraits de la musique originale par l’Orchestre Symphonique des Jeunes de Bruxelles sous la direction de Henri Seroka.

Projecto europeu Transpoèsie

(com os institutos culturais nacionais da EU e a Orfeu)

24 de Setembro, segunda –Afixação de poemas oriundos de poetas europeus na estação de Metro Botanique (em grandes painéis, até 24 de Novembro), e no interior das carrugens (em reduzido, até 22 de Outubro). Selecionamos Vasco Graça Moura e o poema “Como meter o mundo num poema?”, que foi traduzido, em NL, por Harrie Lemmens e, em FR, por Rosalina Bernon.

 

26  de Setembro, quarta-feira, às 20 h – No Dia Internacional da Poesia, sessão com os poetas: Eric Piette (BE), Gueorgui Konstantinov (BG), Xóchil A. Schütz (DE), Onno Kosters (NL), Radu Vancu (RO) et Mevlüt Ceylan (TR), em Passa Porta, Maison internationale des Littératures : Rue Dansaert 46, 1000 Bruxelles (Près de la Bourse de Bruxelles et du quartier Saint-Géry);

 

27 de Setembro, quinta, às 18,30 h – Apresentação por Edite Estrela do livro, Podemos matar um sinal de trânsito?, de Porfírio Silva. Sem ser um romance, este livro é como um romance: no fundo, conta uma história que queremos saber como acaba. Sem ter a forma de um ensaio, é um ensaio: tem uma tese, mas não a impõe, nem arregimenta os argumentos em ordem clássica, dei­xando ao leitor o trabalho, que aqui é um gosto, de descobrir o seu próprio caminho marítimo para a Índia… este livro é um divertimento, mas também é filosofia … e tam­bém é política… (http://www.esferadocaos.pt);

 

29 de Setembro, sábado, às 18,00h – Porto de Abrigo, fotografias sobre a cidade do Porto e arredores, de Joaquim Silva Rodrigues. O produto da venda das fotografias destina-se a um projecto de construção de uma escola em Timor;

 

Em Paris, 4 de Outubro, quinta-feira, às 18,30 h – Apresentação do livro, Amazónia, Prescrição de Um Crime, de Manuel Sousa Fonseca e Cézar Negreiros (edição da Orfeu), crónica histórica acerca do assassinato de Chico Mendes, o “ecologista “social”. A sessão terá lugar no Consulado de Portugal, 6, rue Berger Paris 17, métro Monceau.

 

10 de Outubro, quarta, às 18,30 h – Apresentação em conjunto de O Caderno Vermelho da Rapariga Karateca, de Ana Pessoa, e de O Gatuno e o Extraterrestre Trombudo, de Maria João Lopes, ambas prémio Branquinho da Fonseca, juvenil e infantil, respectivamente. Este prémio é atribuído pela Fundação Gulbenkian e pelo Expresso.

 

13 de Outubro, sábado, às 18 horas – Com Couto Mixto, a apresentação do livro O Tecla, de Manuel Alvarez Vicente

(edição da Orfeu, na série Gallaecia), por Xosé-Maria Sainz Pena. O autor, depois de uma experiência proveitosa de emigrado em Porto Rico, escreveu, em 1926, um livrinho em castelhano com o nome do monte, em que exalta a riqueza da paisagem e as simbologias e potencialidades do local, mas em que também emite opiniões sobre toda a Ibéria, a política e os homens da altura. Foi por duas vezes Alcalde de A Guarda – um dos melhores até hoje, dizem.

 

18 de Outubro, quinta, às 18,30 horas – Os detalhes que nos escapam em “obras de arte” que o acaso criou e a fotógrafa reparou e  nos devolve. Expo de fotografias de Ana Maria Lemmens.

 

Liège, 20 de Outubro – Apresentação de A Pátria e os Outros Portuguesases, de José Coelho (detalhes a fornecer).

 

Em Santiago de Cacém, 25 de Outubro, quinta, às 18 h – Apresentação de A Arte Poético-fadista de Manuel José Santinhos, de Carlos Teiga, em edição da Orfeu (detalhes a fornecer).

 

3 de Novembro, sábado, às 17 horas  – Em Paredes de Coura, apresentação de O Tecla, de Manuel Álvarez Vicente, edição da Orfeu (detalhes a fornecer)

 

Le 28 novembre – Gilbert Sinoué sera à Orfeu pour nous parler de ses livres (http://www.sinoue.com).

 

30 November, at 18.30 h – Paintings from Giedra Purlyte (LIthania).

 

>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 16:06
| comentar
Sexta-feira, 9 de Março de 2012
Carta d'Orfeu 47c 08.03.2012

Esta carta actualiza a 47b; salvo indicação diferente, as actividades passam-se na Orfeu, Bruxelas

 

Victor Borges

artista plástico, escritor, historiador, arqueólogo e arquitecto, faleceu em Benafim, Algarve, há 3 semanas. Viveu vários anos em Paris e em Nova Iorque. Voltou à sua terra natal onde exercia arquitectura. A Orfeu editou, em 2011, a obra Cursum Perficio, Viagem a Akhshânba (romance histórico com o Algarve islamizado, de Mértola a Silves, do séc. XII como cenário) e tem em preparação a edição de um levantamento momunental (desenhos coloridos) da Silves daquela época.

 

Até 11 de Março, sábado, às 17,30 – Os 3 artistas portugueses (Ana Clarisse Ferreira, Carlos Martins Ferreira e Olinda Pereira) seleccionados para participarem na exposição Art Atrium, 6th exhibition of art, patente no edifício Covent Garden (16, Place Rogier), organizam uma mostra de trabalhos seus na Orfeu (até 11.3);

 

16/18 de Março Luxemburgo: participação da Orfeu no Salão do Livro do 29e Festival des migrations, des cultures et de la citoyenneté; aqui vai estar o escritor José Luís Peixoto pelo que aceitamos encomendas para autografar, a entregar na Orfeu a partir de 20 de Março;

 

20th March, Tuesday, at 6.30 - Yael Speaking presented by Nehama;

23 de Março (até 10.4) – Participação na Feira do Livro de Castelo de Vide;

24 Março, sábado, às 18 horas Apresentação do livro Voar, com esculturas de Maria Leal da Costa, e também com poesia de Nuno Guimarães e fotografia de João Frazão (ed. Orfeu, 12 €). Conversa com a escultora sobre as suas últimas exposições e trabalhos;

 

4 de Abril, quarta-feira Portimão – Apresentação de primeira viagem, poemas de Fernando Machado Silva (ed. Orfeu). O autor foi premiado, entre outros, no Concurso Literário Garcia de Resende, em 2009;

 

Sexta-feira, 6 de Abril Castelo de Vide: apresentação da 2ª edição de Fala Yael, de Ana Bela Santos (com o apoio da Câmara de Castelo de Vide), edição da Orfeu;

 

18 de Abril – Em local e em hora a determinar, temos de novo Manuel Freire connosco. Música e poesia pela voz e pela viola de um importante representante da música portuguesa.

 

21 de Abril – em Bulle (Suíça), em local a anunciar - apresentação do livro A Pátria e os Outros Portugueses, de José Coelho. Edição da Orfeu (10 €). Trata Portugal os seus expatriados (vulgo, emigrantes) como devia? As remessas ansiadas e procuradas correspondem a um retorno em investimento cultural e humano? Não, diz o autor;

 

28 de Abril, sábado, às 18 horas – Exposição de pinturas de Zée.

22 de Maio, terça, às 18,30 h – Apresentação de Colombo Português – Novas Revelações, de Manuel Rosa (n. Açores e vive em Duhram, EUA). Esta é a mais recente obra deste historiador Luso-Americano que participou nos estudos de ADN aos ossos de Colombo em Espanha, fornecendo amostras de sangue de D. Duarte, Duque de Bragança. Manuel Rosa é o primeiro autor a apresentar novos documentos relacionados com o descobridor da América, que haviam passado despercebidos em Portugal por 500 anos e que é prefaciado pelo Professor Joaquim Veríssimo Serrão, o qual apoia estas conclusões;

 

Dias das Nossas Letras e das Nossas Culturas

organizado pela associação Couto Mixto, com a nossa colaboração

 

Sexta, 25 de Maio, às 18,30 horas – Apresentação de Noente Paradise (poemas+CD), de Ugia Pedreira. Pedreira é umha artista polifacética. Tem musicado espectáculos teatrais, dirigido centros de folque, gerido, produzido, ordenado, desenhado… Com Noente Paradise cobre um espaço ainda nom explorado, o do papel. A cantora resgata as retóricas que arrouparam músicas eclécticas, marfulianas, nordestinas ou matraqueiras e acrescenta-lhes cantigas ainda nom musicadas, isto é, poemas à procura de melodias (A Tenda dos Libros); Apresentaçao pelo poeta Ramon Neto.

 

Sábado, 26 de Maio, às 17,30 horas As nossas letras, as nossas culturas: encontro debate moderado por Xavier Queipo sobre as literaturas e as culturas da lussofonia (Galiza, Portugal, Brasil, ...). Participação de Ugia Pedreira e Ramon Neto (Galiza), Fred Martins ( Brasil), J. Pinto da Silva( Portugal) e outras intervenções livres mediante inscrição;

 

Sábado, 26 de Maio, às 22 horas – Concerto  Acrobata, no LR6 (204, rue Haute, 1000 Bruxelles) com Ugia Pedreira (GZ) e Fred Martins (BR). A música de Fred Martins e Ugia Pedreira tem relação com a bossa-nova e o samba na valorização do silêncio, na limpeza do som, no prazer de cantar como se estivessem em casa e no seu canto tão próximo da fala. Reservas para coutomixto@yahoogrupos.com.br). Venda antecipada de bilhetes na Livraria Orfeu.

 

Le 6 juin, à 18,30 heures – Conférence "Juifs Portugais et Juifs du Portugal:
Une continuation dans la différence", par Nuno Whanon, (Directeur de B’nai B’rith European Union Affairs), spécialiste en la matière.

 

>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 11:03
| comentar
Segunda-feira, 5 de Março de 2012
Carta d'Orfeu 47b 12.02.2012

Ainda as nossas edições

Cursum Perficio, Viagem a Akhshânba, romance de Victor Borges

O Inverno das Raposas, crónicas de Clara Macedo Cabral

Flores de Jasmim, romance de João Gabriel Correia

Mosteiro do Louriçal, reprod. Manuscrito de 1808,

Teixeira de Pascoaes : Saudade, Physique et Metaphysique, étude de Celeste Natário,

Portugal & Antwerpen, Guia histórico, Anne Quartet e  Frédéric Wille

A Pátria e os Outros Portugueses, estudo de José Coelho

Voar, livro de escultura, poesia e fotografia de Maria Leal da Costa, Nuno Guimarães, João Frazão

 

Actividades (passam-se na Orfeu, Bruxelas, salvo indicação diferente)

 

15 de Fevereiro, quarta, às 18,30 h(en français) Manuel da Silva (da Société des Auteurs Lusophones de France ) apresenta-nos O Gaiteiro (version française aussi) e Ils Ont Brulé Ma Terre (en français) - www.editionsmersdusud.fr . Manuel da Silva est membre de la SALF, société des auteurs lusophones de France, www.auteurs-lusophones.fr;

 

Le 16 février, à 20 heures – des voix intrigantes du Portugal: Pedro Rosa Mendes, Dulce Maria Cardoso et José Luís Peixoto. Une soirée au cours de laquelle Annelies Beck s'entretiendra avec ces trois représentants d'une remarquable génération de jeunes auteurs portugais. Organization de Het beschrijf, Entrez Lire en coopération avec l' Ambassade du Portugal, avec le soutien de l'Instituto Camões. (Orfeu y sera avec les éditions en portugais de ces auteurs – reservez-les tout de suite: orfeu.skynet@be

 

17 de Fevereiro, sexta-feira, às 18,00 h – No Sabugal. Apresentação do livro Cancioneiro da Raia Morena, de João Martins Valente. Uma poesia localizada, simples, cheia de memórias das terras serranas (Estrela, Malcata, etc.). Edição da Orfeu (8 €). No Restaurante Robalo (Largo do Cinema 4 - 6320 SABUGAL). Quem quiser pode jantar a seguir (inscrições até 14.2, para orfeu@skynet.be);

 

3 de Março, sábado, às 17,30 – Os 3 artistas portugueses (Ana Clarisse Ferreira, Carlos Martins Ferreira e Olinda Pereira) seleccionados para participarem na exposição Art Atrium, 6th exhibition of art, patente no edifício Covent Garden (16, Place Rogier), organizam uma mostra de trabalhos seus na Orfeu (até 11.3);

 

16/18 de MarçoLuxemburgo: participação da Orfeu no Salão do Livro do 29e Festival des migrations, des cultures et de la citoyenneté;

 

23 de Março (até 10.4) – Participação na Feira do Livro de Castelo de Vide;

 

Em Março/Abril, em datas a definir, em Boule, Genebra, Paris e Luxemburgo, apresentação do livro A Pátria e os Outros Portugueses, de José Coelho. Edição da Orfeu (10 €). Trata Portugal os seus expatriados (vulgo, emigrantes) como devia? As remessas ansiadas e procuradas correspondem a um retorno em investimento cultural e humano? Não, diz o autor;

 

4 de Abril, quarta-feiraPortimão – Apresentação de primeira viagem, poemas de Fernando Machado Silva. O autor foi premiado, entre outros, no Concurso Literário Garcia de Resende, em 2009;

 

Sexta-feira, 6 de AbrilCastelo de Vide: apresentação da 2ª edição de Fala Yael, de Ana Bela Santos (com o apoio da Câmara de Castelo de Vide);

 

18 de Abril – Em local e em hora a determinar, temos de novo Manuel Freire connosco. Música e poesia pela voz e pela viola de um importante representante da música portuguesa.

 

22 de Maio, terça, às 18,30 h – Apresentação de Colombo Português – Novas Revelações, de Manuel Rosa (n. Açores e vive em Duhram, EUA). Esta é a mais recente obra deste historiador Luso-Americano que participou nos estudos de ADN aos ossos de Colombo em Espanha, fornecendo amostras de sangue de D. Duarte, Duque de Bragança. Manuel Rosa é o primeiro autor a apresentar novos documentos relacionados com o descobridor da América, que haviam passado despercebidos em Portugal por 500 anos e que é prefaciado pelo Professor Joaquim Veríssimo Serrão, o qual apoia estas conclusões;

 

Dias das Nossas Letras e das Nossas Culturas

organizado pela associação Couto Mixto, com a nossa colaboração

 

Sexta, 25 de Maio, às 18,30 horas – Apresentação de Noente Paradise (poemas+CD), de Ugia Pedreira. Pedreira é umha artista polifacética. Tem musicado espectáculos teatrais, dirigido centros de folque, gerido, produzido, ordenado, desenhado… Com Noente Paradise cobre um espaço ainda nom explorado, o do papel. A cantora resgata as retóricas que arrouparam músicas eclécticas, marfulianas, nordestinas ou matraqueiras e acrescenta-lhes cantigas ainda nom musicadas, isto é, poemas à procura de melodias (A Tenda dos Libros); Apresentaçao pelo poeta Ramon Neto.

 

Sábado, 26 de Maio, às 17,30 horasAs nossas letras, as nossas culturas: encontro debate moderado por Xavier Queipo sobre as literaturas e as culturas da lussofonia (Galiza, Portugal, Brasil, ...). Participação de Ugia Pedreira e Ramon Neto (Galiza), Fred Martins ( Brasil), J. Pinto da Silva( Portugal) e outras intervenções livres mediante inscrição;

 

Sábado, 26 de Maio, às 22 horas – Concerto  Acrobata, no LR6 (204, rue Haute, 1000 Bruxelles) com Ugia Pedreira (GZ) e Fred Martins (BR). A música de Fred Martins e Ugia Pedreira tem relação com a bossa-nova e o samba na valorização do silêncio, na limpeza do som, no prazer de cantar como se estivessem em casa e no seu canto tão próximo da fala. Reservas para coutomixto@yahoogrupos.com.br). Venda antecipada de bilhetes na Livraria Orfeu.

>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 10:46
| comentar
Domingo, 30 de Outubro de 2011
Carta d'Orfeu 46b 28/10/2011

Nossas edições = suas prendas de Natal

 

Chamamos a vossa atenção para as três novas edições da Orfeu (que podem ser enviadas pelo correio): o guia de Antuérpia (a presença portuguesa no XVI/XVII), (em PR-FR-NL), de Anne Quataert e Frédéric Wille (15€); o livro de José Coelho sobre os portugueses no mundo (um manifesto pelos portugueses fora da pátria) (10€). Veja 9.11 e 3 e 10.12; e ainda, em versão PT, inglês e lituano, o livro Voar, onde, partindo das esculturas de Maria Leal da Costa, Nuno Guimarães, com seus poemas, e João Frazão, com as suas fotografias, criam um livro de Arte (20 €). O Guia está disponível a partir de 5.11 e os outros pouco depois (mas pode encomendar desde já, garantindo assim dedicatórias nominais pelos autores).

 

Actividades (passam-se na Orfeu, Bruxelas, salvo indicação diferente)

 

9 de Novembro de 2011, quarta, às 19 horasEm Antuérpia (Maagdenhuis Museum, Lange Gasthuisstraat 33, 2000 Antwerpen, apresentação da obra Portugal & Antwerpen, de Anne Quataert e Frédéric Wille(trilingue: NL, Fr, PT, em co-edição da Embaixada de Porutgal e a Orfeu, com apoio do Instituto Camões). Um guia de visita, perspectivado na antiga e forte presença de Portugal naquela cidade, entre 1500-1648. (PVP 15 €, aceitam-se encomendas). Na presença de SE Embaixador Vasco Bramão Ramos, que cessou funções em 31 de Julho deste ano. A apresentação consta de uma visita ao Museu (gratuita) e é concluída com um Vinho d'Honra. Inscrição prévia (lugares limitados): anne.quataert@skynet.be

 

23 de Novembro, quarta-feira, às 18,30 h – Com o grupo Couto Mixto, vamos conversar com o escritor galego e jornalista (La Voz de Galicia e comentador da BBC sobre política espanhola)  Miguel-Anxo Murado. Viveu profissionalmente alguns anos no Médio Oriente. Tem vários prémios literários e de jornalismo.

 

Em Barcelos, 26 de Novembro, sábado, às 18 h - "Le Monde est Fou, j'adore", uma exposição provocante e inquiridora de esculturas de António Saint Silvestre, na Galeria Municipal de Barcelos, organizada pela EMEC-Empresa Municipal de Educação e Cultura . A ousadia deste português, de origem moçambicana, a peregrinar pelo mundo desde que se conhece, a não perder (ver: http://seyretmelik.com/antonio-saint-silvestre-artiste-singulier/46644014). A Orfeu colabora.

 

29 de Novembro, terça-feira, às 18,30 h – (a confirmar) Conversa com Frei Fernando Ventura sobre a crise actual, em todos os seus aspectos, do financeiro ao cultural. Diz-nos: "Há falta desesperante de líderes e não há responsabilização política". A crise é fractura (semanticamente) e por isso o que precisamos é de coesão, de novas políticas e de novos políticos.

 

2 de Dezembro, Sexta-feira, às 18 h – Exposição de esculturas de Paulo Neves (ver: http://www.paulonevesescultor.com/pauloneves.html)   A terra e as linhagens, da família, da tribo, da pátria (mátria), são os alicerces de toda a heráldica totémica, independentemente das fisionomias que tais totens podem revestir. Este cunho de emblema que significa o vínculo com as raízes em estratos subtraídos ao controlo da memória é bem claro da escultura de Paulo Neves (Joaquim Matos Chaves). Em colaboração com a Empresa Municipal de Educação e Cultura de Barcelos.

 

3 de Dezembro, sábado, às 18 h - , apresentação da obra Portugal & Antwerpen, de Anne Quataert e Frédéric Wille(versão trilingue: NL, Fr, PT, em edição da Orfeu). Um guia de visita, perspectivado na antiga e forte presença de Portugal naquela cidade (PVP 15 €, aceitam-se encomendas). Na presença de SE Embaixador Vasco Bramão Ramos, que cessou funções em 31 de Julho deste ano(ver 9.11).

 

Terça, 6 de Dezembro, às 18 h – Apresentação pelas autoras, Joana Benzinho e

Marta Monteiro, do livro A Papaia Mágica (livro para colorir com illustrações de Sérgio Marques, edição de Chiado Editora http://www.chiadoeditora.com/). A Associação Afectos com Letras, que promove o livro, dá a oportunidade a cerca de 120 crianças de aprenderem a ler e a escrever na Guiné-Bissau, um país onde nem todos têm acesso à educação.

 

Quinta (joves), 8 de Dezembro, às 18,30 horas - Apresentação da novela Extramunde, de Xavier Queipo. Na efabulação genial habitual nele, Xavier arrisca em territórios que são "mais do diabo que de Deus". Prémio Xerais (editora) de Novela, 2011. Diz o autor: uma novela de aventuras. Arranca com uma hoste de condenados pela Santa Inquisição até ao porto de Betanzos, no século  XVI. Ali embarcam.."  e depois se lerá.

 

Sábado, 10 de Dezembro, às 18 horas – Apresentação, por Mário Campolargo, da obra A Pátria e os Outros Portugueses de José Coelho. Trata Portugal os seus expatriados (vulgo, emigrantes) como devia? As remessas ansiadas e procuradas correspondem a um retorno em investimento cultural e humano? Não, diz o autor. E diz mais, que há sinais de arrogância de certas elites em relação aos seuscompatriotas a viver no estrangeiro. Edição da Orfeu na colecção Estudos de Sociedade (pode encomendar já; 10 €).

 

17 de Dezembro, sábado, às 18 h – Festa Natal da Orfeu. Como habitualmente Bolo-Rei da Pastelaria Garcia e um Porto, para festejar e augurar um Ano 2012 melhor para todos. Entrada livre.

>> Mais sobre:
publicado por Orfeu às 07:20
| comentar


Rue du Taciturne 43 Willem de Zwijgerstraat,
Bruxelles/Brussels 1000
Belgique/België
T/F: +32 (0)27350077
IBAN: BE79 426415631133 SWIFT: KREDBEBB
orfeu@skynet.be